75 anos de Fafich


“Na Fafich, o prazer dos sentidos vale mais que a racionalidade dos atos." Bem que podia ser algum estudante militando em favor do estilo faficheiro de ser. Mas trata-se de um trecho do discurso do atual diretor da Fafich, Fernando de Barros Filgueiras, durante a cerimônia solene, no dia 28/04, em comemoração aos 75 anos da Faculdade. E não, não foi um evento chato.

Bagagem.


Tinha as mãos frias e o abraço também, mas os olhos eram sempre quentes de um construir contraditório. Incompreensível. Pernas longas e tolerância curta: capacidade de caminhar, desde que a seu passo, em seu ritmo e pelo caminho que quisesse - mesmo que fosse o errado, queria ver com seus próprios olhos quentes. De ideias fixas e humor oscilante: Lutava pra chegar aonde tinha planejado, apesar das vontades de mudar e desistir que os novos humores impunham. Aquele construir contraditório que confundia a si mesmo.  Era esse existir confuso, oscilante. Posso dizer que a vejo como uma mala quando volta da viagem: a bagagem é cheia de coisas novas que queremos descobrir e admirar - mas não deixa de ser uma bagunça. E quanto mais demoramos a desfazê-la, mais parece que essa tarefa é impossível e vamos deixando a bagunça - e a bagagem - pelos cantos, tentando fazê-la se auto organizar.

Acho que com ela o caso foi esse: foi deixando sua mala de lado. Aí, tudo o que era de valioso foi misturando-se à bagunça e virou uma coisa só. E foi seguindo, com a mala na mão, sem coragem de abrí-la.

Medo é uma entidade viva, ignorá-lo não o impede de crescer. Carregar a mala nas mãos não fará com que a bagagem se ajeite. E também, como saber por qual caminho seguir sem saber o que te acompanha? É preciso encará-la.

Querida caminhante: descubra tua bagagem. Tire o que há de inútil e descubra o que já havia esquecido aí dentro. Não leve mais do que precisa. Não carregue o peso que não é teu. E busque também por mais coisa para preenchê-la. Construa um novo acervo valioso pela volta de cada viagem e descarte o excesso de peso. Deixe a frieza do abraço para as despedidas e encare a ida com seus olhos quentes. Desconstrua a bagagem que faz ser contraditório o seu construir. E então, siga. 


Desafio #6 - Convergência


Ideias tão diferentes, que convergem em um objetivo: transmitir sentimentos. O desafio desta semana tem como tema a “Convergência”. Um tema difícil, mas que despertou diferentes olhares acerca da vida e do amor.

Nas passarelas de Minas


Essa semana, Belo Horizonte recebeu a 14ª edição do Minas Trend, o evento mineiro de moda realizado pelo sistema FIEMG que busca promover o mercado da moda no estado. Com a presença de artistas, estilistas e blogueiros, o evento foi marcado por novas tendências e contou com desfiles inovadores. O Sem Pauta cobriu o evento e vai te contar um pouquinho do que rolou!

Inspiração que vem da Chuva


O consultor do Núcleo de Design da Assintecal, Marnei Carminatti, apresentou no último dia 10 o Fórum de Inspirações, que aconteceu durante o Minas Trend e trouxe as tendências do Inverno 2015. O Sem Pauta foi lá conferir e agora traz pra vocês tudo o que vai bombar na estação mais fria do ano que vem!

Desafio #5 - Anestesia


No desafio desta semana, ficar paralisado e não conseguir agir contorna os dois textos. A "anestesia" toma conta dos corpos de formas bem diferentes e faz com que nos sintamos envolventes!