Índia em toda parte

Hare Baba!

Hoje já não sei mais se é tão divertida a overdose de Índia pela qual estamos passando ultimamente. Não bastasse o Embaixador da Índia visitar a universidade onde eu estudo, pra conhecer o Centro de Estudos sobre a Índia e o acervo de livros da Índia. Não bastasse a espetacular novela indiana das oito, com cenas ultra-românticas cheias de tatuagens de henna e sáris luxuosos bordados a ouro, o Oscar premia um filme indiano [que eu ainda não assisti]: Slumdog Millionaire, além de realmente levar o jovem protagonista indiano aos milhões, laçou oito oscars.

O que vim compartilhar com vocês é como é linda a cultura pop ocidenal. A trilha sonora indiana com a melhor dancinha de Bollywood de todos os tempos, Jai Ho, de A. R. Rahman, foi recauchutada pra bombar ainda mais nas pistas. Fala por si mesmo: Pussycat Dolls cantam uma versão ainda mais pop [se é que pode ser possível] de Jai ho, com traços de dança indiana na coreografia e com a frase-título em hindi nas vozes das divas.

[desculpem, a minha estratégia Web 2.0 para este post era INCORPORAR o vídeo do youtube aqui no blog, mas deu errado porque eles bloquearam as incorporações do vídeo]

Clodovil fará falta.

Bem, seguindo a minha linha de posts - a falta de uma linearidade evidente, além do meu gosto pessoal -, falo a vocês, hoje, sobre Clodovil Hernandes. Alguns poderão pensar "O quê? Aquele Clodovil? Aquele mesmo?" Sim, aquele mesmo.

Clodovil nasceu em uma cidadezinha de São Paulo, em 1937. Aos 16 anos, já iniciou a sua carreira de estilista: seguindo a sugestão de um colega, desenhou onze vestidos em um caderno e levou a uma loja paulista, onde a gerente comprou seis modelos. A partir de então, Clodovil foi ganhando reconhecimento em meio a personalidades, como Elis Regina e Cacilda Becker, e famílias tradicionais de São Paulo, como os Diniz e os Matarazzo. Essa evolução culminou, em 1960, com o primeiro Agulha de Ouro. Ousado, o estilista ganhou grande reconhecimento nos anos 60 e 70. Ele dividou com Dener Pamplona a cena da alta-costura nacional, ou, como alguns preferem dizer, moda de ateliê.

Com o sucesso, teve início sua carreira de apresentador de tv. Na década de 1990, "Clô" dixa a moda para se dedicar integralmente à televisão. Passou por diversas emissoras , como a Globo, a Manchete, a Gazeta e a RedeTV!. Por falar sempre o que pensava, acabou se envolvendo em várias polêmicas e confusões.

Em 2006, foi o terceiro deputado federal mais votado, eleito pelo estado de São Paulo. Assim, foi o primeiro homossexual assumido a ser eleito para o cargo. A carreira política não fez com que diminuíssem suas declarações polêmicas. No entanto, encaminhou propostas muito pertinentes à Mesa da Câmara, como a redução do número de deputados e a obrigatoriedade do exame de próstata em homens com mais de 40 anos.

Clodovil Hernandes sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) no dia 16 de março de 2009 e, no dia seguinte, foi detectada sua morte cerebral. Como disse Lino Villaventura, grande estilista brasileiro: “As opiniões brotam quando alguém diz ou faz alguma coisa polêmica. O Clodovil vai fazer muita falta, pois ele falava ao grande público o que pensava, apesar de muitas vezes não agradar a todos”.

A Hora é agora!

Hora do Planeta 2009.

“Desligue seu computador e vá ler um livro”. No dia 28/03/09 a ideia será outra: desligue seu computador, as luzes da sua casa, do seu prédio, da sua rua e vá dormir (ou aproveite a oportunidade para ver as últimas estrelas que restam neste céu acinzentado). Para quem não sabe, neste dia acontece a Hora do Planeta. Das 20h30 às 21h30 desta data o mundo inteiro vai parar pra dar um descanso para a mãe Terra (“um ‘minuto’ de silêncio”!).

A Earth Hour, como é conhecida internacionalmente, surgiu em 2007 e contou com a participação de 2,2 milhões de moradores de Sidney, na Austrália. Em 2008, o movimento expandiu e mobilizou nada mais nada menos que 50 milhões de pessoas, de 400 cidades e 35 países. A Hora do Planeta será promovida no nosso país pela WWF-Brasil pela primeira vez e conta com o apoio do Rio de Janeiro, de diversas empresas e da população em geral.

A iniciativa é um ato simbólico que convida governos, empresas e a comunidade a demonstrarem a sua preocupação com o aquecimento global e a refletirem sobre os hábitos prejudiciais ao meio ambiente. A expectativa é de que 1 bilhão de pessoas participem nesta edição. Faça a diferença: clique aqui para mais informações!



O que você pode fazer

Desligar as luzes por uma hora é um bom começo. Porém, existem muitas outras coisas que você pode fazer para contribuir para o sucesso do Earth Hour 2009.
• Cadastre-se agora. Faça parte do Earth Hour e obtenha dicas e ferramentas úteis para reduzir a sua pegada de carbono todos os dias.
• Informe um Amigo. Ainda melhor – fale com eles, sua família e até seus colegas de trabalho. Incentive-os a se cadastrarem. Mande-lhes um e-mail com um link para este website e mobilize mais pessoas! Divulgue no seu blog, nos blogs dos amigos, faça o movimento crescer!
• Conte a Sua História: A Rede WWF está colecionando histórias sobre como as mudanças climáticas vêm modificando a vida das pessoas. Visite a página Testemunhas do Clima e deixe seu depoimento em português ou em inglês.
• Inclua a Hora do Planeta no rodapé dos e-mails!



A CRIA UFMG Jr. e o Comitê RSE apóiam essa ideia!
Se ligue e DESLIGUE!

Hora do Planeta
8:30PM Saturday 28 March 2009